Skip to content

Como Tirar Fotos Perfeitas

setembro 15, 2018
como tirar fotos perfeitas

A agência de mídia digital Blue Chalk recentemente fez uma parceria com o fotógrafo da National Geographic e atleta da North Face Cory Richards, para criar um vídeo inspiracional chamado “Um Tributo ao Desconforto”.

O vídeo leva você através do trabalho de Richards, de seu trabalho deslumbrante, de seu senso de humor único e de sua busca por criar fotografias que retratam o espírito humano. É uma daquelas coisas que nos faz pensar, “como tirar fotos perfeitas assim?”

Com certeza não existe uma resposta exata pra esta pergunta, mas tenho certeza também que ao terminar de assistir o vídeo você sentirá aquela vontade de pegar sua câmera, e embarcar no primeiro avião em direção a uma aventura em busca da foto perfeita.

 *O vídeo não possui legendas mas abaixo do vídeo você encontra uma transcrição.

Eu acredito que aventura é tudo aquilo que nos tira da nossa zona de conforto. No meu mundo, isso sempre significou ir até as montanhas.

Em 2010, 2011, eu fui ao Paquistão escalar durante o inverno no Himalaia. Nós fizemos a primeira subida ao Gasherbrum II, um pico com 8.000m no coração do Himalaia, e essa viagem mudou a minha vida pra sempre. Na descida nós fomos atingidos por uma avalanche que quase nos matou.

Quando eu percebi que não tinha morrido, eu virei a câmera para mim e tirei uma foto, e essa foto acabou indo parar na capa da revista National Geographic. Eu não tinha como saber naquele momento que aquela fotografia, que foi simplesmente minha forma de lidar com o stress, direcionaria minha vida de forma tão dramática pra contar essa história maior sobre o que é sofrer, o que é triunfar, o que é ser humano.

Eu nunca me senti confortável onde quer que estivesse. Eu não consigo parar e sentar. É um mecanismo constante que continua me levando em direção a coisas desconhecidas. Não importa se eu não consigo sentir meus dedos, não importa se meu rosto arde e literalmente sinto como se estivesse sendo ‘jateado com areia’. O que importa é que outra pessoa ter essas sensações olhando pra a foto.

Eu já estive em todos os continentes. Eu já presenciei o nascer do sol nas montanhas mais altas do mundo. Um urso polar parado encima do último pedaço de gelo na pedaço de terra mais ao norte da Eurásia. E rostos. Eu vi rostos que representam anos e anos de história contidos em apenas uma expressão.

Eu acho que a intimidade é um trunfo para todos os grandes fotógrafos. A ferramenta mais importante para se conectar com a pessoa que você está fotografando é ser capaz de fazê-la sorrir. Apenas dê a ela esse momento e, de repente, você tem um amigo pra vida. E o mundo todo se abre.

O meu trabalho é comunicar uma experiência real, crua, visceral. E apesar de toda a seriedade, apesar de estarmos enfrentando tantos problemas como humanos, nós ainda estamos experimentando uns aos outros, e amando e nos divertindo muito. O que eu quero dizer, é que a vida é divertida.

Isso começou como uma forma de comunicar o que eu estava experimentando, e o que se tornou foi uma forma de comunicar o que nós estamos experimentando.

Ganhe em Dólar $$$ Vendendo Suas Imagens !!!SAIBA MAIS !