Skip to content

Os Guardiões Da Fotografia

superar obstaculos

Tentativas de fazer contatos com colegas fotógrafos geralmente são insuficientes. Muitos de nós atuam como “guardiões” profissionais, compartilhando defensivamente pouca ou nenhuma informação.

2. Ego

Vamos enfrentá-lo: os profissionais criativos podem ser difíceis e, às vezes, têm um problema de chip no ombro. Sem aprofundar muito na psicologia, vale a pena considerar que esse chip que produz tratamento ruim para os outros é baseado em egoísmo e insegurança.

Egos fortes muitas vezes produzem pessimismo sobre a própria indústria e a dificuldade de acompanhar as novas tecnologias. Tais frustrações muitas vezes criam críticas generalizadas aos recém-chegados.

3. Negatividade

Eu experimentei uma versão inicial de negatividade na indústria quando eu estava no ensino médio. Meu pai me levou a uma loja de câmeras locais (quando existiam) para comprar um corpo de DSLR para mim. A câmera seria meu presente de despedida, um investimento educacional para meu primeiro ano na escola de arte. 

Quando o atendente da loja soube do que se tratava, ele fez alguns comentários ofensivos. “Oh, uau, ele acha que vai ganhar a vida tirando lindas fotos de flores?” ele zombou. “Boa sorte.”

Infelizmente, tais atitudes se manifestam até mesmo por profissionais talentosos. Você pode ter estado nessa situação ou conhecido alguém que a tenha experimentado: uma pessoa ambiciosa procura uma pessoa bem-sucedida (geralmente mais velha) para se informar sobre como entrar em uma indústria. 

A pessoa mais velha e bem sucedida logo lança uma palestra sobre como “não é tão fácil quanto você pensa” e “a maioria de nós falha, eu trabalho longas horas, o negócio não é o que costumava ser”, etc. conselho provavelmente sente que eles estão fazendo o novato um serviço preparando-os para a realidade; na verdade, eles estão apenas projetando uma negatividade que reflete negativamente na cultura da fotografia.

Conclusão

Uma recomendação modesta: seja sempre civilizado e encorajador, mesmo em circunstâncias difíceis. Ser competitivo é natural, mas é importante também ser genial com nossos colegas, fotógrafos e clientes.